Especialistas em protecção contra o raio

Pára-raios Aplicaciones Tecnológicas - Especialistas em proteção contra o raio, sobretensões e detectores de trovoadas.

APLICACIONES TECNOLÓGICAS UTILIZA COOKIES NESTA PÁGINA WEB

Pode consultar informação detalhada sobre as cookies e a sua utilização na nossa Política de cookies.

Ao fazer click em “Aceitar e continuar” estará a reconhecer que aceita o uso de cookies no seu computador.

Queremos mantê-lo informado sobre as novidades referentes aos Sistemas de Proteção contra o Raio (para raios, proteção contra sobretensões, detetores de trovoadas), atualização das normas existentes, desenvolvimento de cursos especializados de formação, jornadas técnicas, assim como das várias aplicações e downloads disponíveis.

Últimos dados estatísticos do raio

04/10/2019

O lago Maracaibo (Venezuela) é nos dias de hoje, e segundo o último estudo realizado pela NASA, o local onde caiem mais raios ano por quilometro quadrado. Segundo os dados obtidos pela Missão de Medição de Chuvas Tropicais (TRMM), conclui-se que nesta zona chegam a desenvolver-se cerca de 279 trovoadas elétricas por ano.

Últimos dados estatísticos do raio    

Michael Peterson, cientista do Alamos National Laboratory, publicou no passado mês de agosto no Journal of Geophysical Research Atmospheres um novo estudo sobre o raio.
Peterson descreve uma descoberta recente, um “relâmpago aranha” sobre o Brasil com 673 km de distância, pouco menos que a distância em linha reta entre Paris e Munique.

Como se formam as trovoadas elétricas?

Na atmosfera, em condições normais, existe um equilíbrio entre as cargas positivas e negativas. Enquanto que, durante uma tempestade elétrica, a parte baixa das nuvens carrega-se negativamente e induz uma carga positiva na terra e nos elementos situados sobre ela.

A partir de certo nível de campo elétrico, o ar deixa de ser isolante e as nuvens descarregam sobre a terra com um arco elétrico chamado de raio.

Segundo a última análise do Conselho Nacional de Segurança Contra Raios dos Estados Unidos, de março de 2019, quase dois terços das mortes originadas por raios nos últimos 13 anos ocorreram enquanto as vítimas disfrutavam de atividades ao ar livre.

Entre as atividades ao ar livre que concentram maior número de acidentes por raio encontramos:

  • Pesca e Navegação
  • Futebol e Golfe
  • Atividades na praia
  • Campismo

O estudo reflete que 70% das mortes produzidas por raios ocorrem nos meses de junho, julho e agosto, coincidindo com os dias em que a maior parte das pessoas folga: sextas, sábados e domingos.

Prevenção e proteção contra o raio

Até à data, não existe nenhum dispositivo capaz de evitar a formação de raios. No entanto, é possível criar um caminho de descarga deste fenómeno à terra para que minimize os seus efeitos prejudiciais sobre as pessoas e a envolvente: sistema de proteção contra o raio (pára-raios).

Dada a imprevisibilidade a que estamos sujeitos, se não tivermos este dito sistema, e considerando a quantidade de incidentes que provocam os raios anualmente, Aplicaciones Tecnológicas S.A. coloca à sua disposição uma série de conselhos práticos para a sua proteção.

Recordamos que para uma adequada proteção, existe um sistema de alerta prévio de possível queda de raios. O sistema ATSTORM® permite receber previamente informação precisa sobre a formação e dissipação de tempestades elétricas na área a proteger. Esta tecnologia possui informação fiável e precisa, prevenindo possíveis acidentes por impacto de raio ao ativar os protocolos pertinentes com antecipação suficiente.

Na Aplicaciones Tecnológicas dispomos de experiência, capacidade técnica e conhecimento normativo para proporcionar soluções de proteção e prevenção contra o raio adequadas a cada caso e projeto. Contacte-nos e ajudamos no seu projeto.