Especialistas em protecção contra o raio

Pára-raios Aplicaciones Tecnológicas - Especialistas em proteção contra o raio, sobretensões e detectores de trovoadas.

APLICACIONES TECNOLÓGICAS UTILIZA COOKIES NESTA PÁGINA WEB

Pode consultar informação detalhada sobre as cookies e a sua utilização na nossa Política de cookies.

Ao fazer click em “Aceitar e continuar” estará a reconhecer que aceita o uso de cookies no seu computador.

Localizador de produtos

Dispomos em cada secção de um analisador de produto otimizado.

Selecione as características desejadas (raio de proteção, material, intensidade de descarga, etc.) e obterá eficazmente os resultados adquiridos.

TOMADAS DE TERRA

Procurar
Ligações de Terra
Material  
Diâmetro do cabo (mm)  
Dimensão fita (mm) x  
   


TOMADAS DE TERRA

A ligação de terra é um elemento fundamental de qualquer instalação elétrica. Segundo o Regulamento Eletrotécnico de Baixa Tensão espanhol:

"As ligações à terra estabelecem-se principalmente com o objetivo de limitar a tensão que, em relação à terra, possam apresentar num dado momento as massas metálicas, assegurar a atuação das proteções e eliminar ou diminuir o risco que supõe uma avaria nos materiais elétricos utilizados" (Instrução Técnica Complementar18).

Portanto, as ligações de terra protegem tanto os equipamentos como as pessoas de diferenças de potencial perigosas.

Os objetivos de um sistema de ligação à terra em baixa tensão são os seguintes:

·         Prevenir e segurança das pessoas limitando a tensão de contacto.

·         Proteger as instalações dando um caminho de baixa impedância.

·         Melhorar a qualidade do sinal minimizando o ruído eletromagnético.

·         Estabelecer um potencial de referência equipotencializando o sistema.

Para obter uma ligação de terra eficaz é fundamental conseguir uma resistência de terra baixa, usando condutores com uma secção adequada para transportar a corrente esperada. Além disso devem possuir uma alta resistência à corrosão. O valor da resistência elétrica da ligação de terra deve medir-se isolada de todo elemento de natureza condutora, pelo que é necessário a utilização de elementos seccionadores para separar a ligação de terra do resto da instalação durante a medição.

Outros fatores determinantes na hora de desenhar uma ligação de terra são os seguintes:

·         Para poder medir a resistência da ligação de terra de forma habitual é necessário colocar caixa de visita.

·         A humidade do terreno reduzirá a resistência de terra.

·         Os compostos melhoradores de terra reduzem a resistividade do terreno.

·         Deve-se conhecer as instalações elétricas ou de gás enterradas para se separar a distância de segurança especificada em cada caso.

·         Deve-se conhecer as tubagens ou depósitos de água enterrados para unir a ligação de terra equipotencialmente a eles.

Para obter uma resistência de ligação à terra adequada em terrenos com resistividade elevada devem utilizar-se elétrodos especiais para terrenos de baixa condutividade, elétrodos profundos ou anéis condutores perimetrais.

Considerações específicas para proteção contra o raio

Em particular, num sistema de proteção contra o raio a ligação de terra é um elemento imprescindível, já que nela tem lugar a dispersão da corrente do raio. Cada condutor de baixada deve ter uma ligação de terra, constituída pelos elementos condutores em contacto com o terreno, capazes de dispersar a corrente do raio neste.
Uma boa ligação de terra de um sistema de proteção contra o raio deve ser capaz de suportar correntes de raio e dissipa-las rapidamente no terreno.

Para cumprir estes requisitos a primeira especificação marcada pelas normas é a de ter uma resistência exclusiva da ligação de terra do para-raios inferior a 10Ω. Por outra parte, deve ter-se em conta que o raio é uma corrente impulsional, pelo que é importante que a impedância da ligação de terra não seja elevada. Portanto, não é aconselhável utilizar um único elemento de grande cumprimento. A utilização de elétrodos profundos é interessante se a resistividade da superfície for particularmente elevada e existirem estratos inferiores do terreno mais húmidos.
Para a dispersão do raio as configurações tipo radial em triângulo ou em pata de ganso são adequadas.
Estas considerações para melhorar a impedância devem ter-se em conta ao realizar a ligação de terra, já que habitualmente as medidas posteriores se realizam com um medidor de terra convencional (telurómetro), que regista unicamente a resistência da ligação de terra, isto é, seu comportamento no caso de que a corrente fosse  continua. Uma alta inductancia não seria medida por estos telurómetros e no entanto seria uma importante barreira à passagem da corrente se esta fosse, como no caso do raio, impulsional.

Por último, e geral recomenda-se unir a ligação de terra ao sistema de protecção contra o raio às ligações de terra da instalação a fim de evitar sobretensões e tensões de passo perigosas.

Elétrodos de terra, melhoradores de condutividade e caixas de visita

Uniões equipotenciais

Abraçadeiras de terra

Condutores e acessórios